• Gabi Bigarelli

Não terminou a garrafa? Aprenda armazenar o vinho após aberto



Não existe hora melhor do dia do que aquela em que abrimos uma garrafa de vinho.

Seja para degustar uma taça, compartilhar com pessoas que amamos ou para harmonizar uma bela refeição, o vinho torna qualquer momento muito especial!

Mas, e nas (raras) vezes que sobra bebida na garrafa, o que fazer com o vinho que sobrou? Jogar fora, jamais!

Sempre me perguntam se há a possibilidade de armazenar vinhos já abertos e se sim, qual a melhor técnica para conservar a qualidade da bebida.

Bom, o artigo de hoje é para sanar todas essas dúvidas e explicar pra você o que fazer com uma garrafa de vinho aberta!


As transformações dos vinhos depois de aberto

Antes de explicarmos quais as orientações para armazenar vinhos após abertos, é importante você entender as transformações que ocorrem na bebida assim que a garrafa é aberta.

Se você é um amante do vinho, já se perguntou se tantos bons rótulos são melhores se guardados por tanto tempo, por que depois de aberto a deterioração é tão rápida?

Depois que a garrafa é aberta, o contato com o oxigênio dá origem a um processo oxidativo na bebida, fazendo com que suas características sejam alteradas.

E no decorrer do processo, com a ajuda da bactéria acética - acetobacter, pode transformar o nosso querido vinho em vinagre.

Para retardar esse processo e preservar a qualidade do vinho por mais tempo, algumas tecnologias foram criadas para nos ajudar e algumas dicas são bastante úteis.


Dicas práticas de como armazenar o vinho após aberto

Preservar a qualidade do vinho é também prolongar as sensações que a bebida é capaz de proporcionar e o segredo aqui é fazer com que a superfície do vinho tenha pouco ou quase nada de contato com oxigênio quando armazenado.

Seguindo os procedimentos corretamente, uma garrafa de vinho tinto pode ser armazenada por até uma semana.

O ideal é guardar seu vinho em uma adega, mas, caso você não tenha, guarde-o na geladeira, sempre tampado.

Algumas diretrizes básicas:

  • Sempre mantenha a garrafa longe da luz;

  • Preserve a garrafa em uma temperatura controlada - quando armazenado em baixas temperaturas, o processo químico é desacelerado, incluindo o processo de oxidação;

  • Tente não deixar o vinho na porta da geladeira, o movimento constante pode agitar o líquido e acelerar o processo de oxidação;

  • Guarde-o em pé, de forma que o líquido fique em menos contato com o oxigênio da garrafa.


Alguns utensílios essenciais

Para nossa felicidade, alguns utensílios foram criados para facilitar a vida dos amantes do vinho - Ufa!. Assim fica mais fácil preservar o frescor e o sabor por mais tempo.

Um dos principais é o sistema a vácuo, que tira totalmente o oxigênio e sela garrafa. Uma marca que gosto muito e sempre uso e indico é o Vacu Vin, que você encontra facilmente nas lojas do segmento com preço bem acessível!

Outra possibilidade é o sistema a gás, que cobre o líquido com um gás mais pesado que o oxigênio, formando uma camada protetora entre o vinho e o ar.


Quanto tempo posso armazenar meu vinho?

Agora que você já conhece os gadgets básicos para a conservação dos vinhos, chegamos à pergunta principal deste artigo: por quanto tempo um vinho pode ser armazenado?

E a resposta é: Depende!

É importante lembrar que existem diferentes tipos de vinhos, com estilos e propostas diferentes. Por isso, não há uma regra única que cubra todos os rótulos.

O tempo de guarda dependerá de como é o seu vinho e como ele reage à oxidação.

Para ajudá-lo a preservar a qualidade dos seus rótulos, segue algumas orientações gerais:


  • ESPUMANTES - Cavas, Champagnes e Prosecco

Tempo de armazenamento: 1 a 2 dias na geladeira com tampa.

Os vinhos espumantes perdem o gás, as famosas bolhinhas, e o frescor pouco tempo depois de abertos, o que os deixa um pouco “sem graça”.

Porém, os que são produzidos pelo método champenoise tendem a durar mais que os produzidos pelo método charmat.


  • BRANCOS LEVES E ROSÉS

Tempo de armazenamento: 3 a 4 dias na geladeira com tampa Vacu Vin.

Estes vinhos tendem a durar um pouco mais que os brancos encorpados devido a acidez elevada.


  • VINHOS BRANCOS ENCORPADOS

Tempo de armazenamento: 4 a 5 dias na geladeira com tampa Vacu Vin.

Como dito acima, estes vinhos tendem a durar menos que os brancos leves, pois tiveram maior contato com oxigênio durante processo de envelhecimento.


  • VINHOS TINTOS LEVES

Tempo de armazenamento: 3 dias na geladeira com tampa Vacu Vin.

Geralmente duram menos que os tintos encorpados devido à falta de taninos.


  • VINHOS TINTOS ENCORPADOS

Tempo de armazenamento: 3 a 4 dias na geladeira com tampa Vacu Vin.

Quanto mais taninos e acidez tiverem, mais tempo irão durar.


  • VINHOS FORTIFICADOS - Porto, Madeira, Jerez

Tempo de armazenamento: 3 a 6 meses na geladeira com tampa Vacu Vin.

Estes vinhos tendem a durar muito mais devido a quantidade de açúcar e adição de álcool vínico.


Como você pode ver, quanto mais taninos e acidez tiverem, mais tempo irão durar. E se você quiser saber um pouco mais sobre o que são taninos, não deixe de conferir meu artigo sobre o tema!

Estas foram algumas dicas para não desperdiçarmos aquele vinho que sobrou, tornando-o delicioso por mais alguns dias!

Porém, se a ideia é usar o líquido todo, uma dica preciosa é usar as bebidas para cozinhar, em molhos e caldos, por exemplo! Fica uma delícia!


E aí, você ainda tem alguma dúvida sobre como armazenar seu vinho? Deixe aqui nos comentários.



Aprenda o que fazer com uma garrafa de vinho aberta para preservar a bebida!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo